5GbetAtualização
Compartilhe

Agrônoma que comanda empresa de orgânicos é vencedora do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios

Tolú orgânicos é modelo de produção limpa e transformou sítio devastado em um agroflorestal
PorRedação
5GbetAtualização
Compartilhe

Em 2009, quando adquiriu um sítio para dar o pontapé em seus negócios e dar vida à empresa Tolú Orgânicos, Luciana Athayde não imaginava que, em menos de 15 anos, seria referência em produção limpa e dona do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios. A empresa da engenheira agrônoma comercializa cestas de alimentos regenerativos na região em Igarapé-Açu (PA) e toda a produção é nutrida com os resíduos orgânicos gerados no comércio local.

Os hectares comprados junto ao seu companheiro foram transformados em uma agrofloresta, aliando a biodiversidade à produção de alimentos orgânicos. Hoje, a Tolú é um negócio familiar sustentável, sendo modelo para toda a região. Para tudo isso acontecer, Luciana precisou tomar decisões importantes na vida e dedicar horas de estudo para que o sonho se tornasse realidade. Em 2012, trocou a cidade pelo campo e iniciou a graduação. Depois, em 2018, iniciou o mestrado na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFFRJ) e também realizou incontáveis pontes aéreas entre Belém (PA) e Rio de Janeiro (RJ).

As dificuldades maiores ocorreram durante a pandemia da Covid-19, mas também foi nesse período que o Sebrae entrou na vida da empreendedora. “A pandemia foi muito impactante para o funcionamento do nosso empreendimento. Tivemos que vender nosso carro para nos manter. Ficamos quebrados economicamente, então procurei o Sebrae que nos fez ressurgir como a fênix”, conta. Hoje, a empreendedora celebra conquistas. Já recuperou o veículo, os clientes, a produção de alimentos orgânicos está em alta e sua meta para um futuro breve é inaugurar uma loja física de produtos orgânicos com produção 100% própria.

A produtora rural com seu troféu do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios. Foto: Erivelton Viana.

O impacto do prêmio

Movida pela certeza de que o empoderamento feminino pode mudar e melhorar o mundo, Luciana se sente grata com a premiação. “Esse prêmio é, pra mim, um reconhecimento de inclusão da mulher do campo no cenário do empreendedorismo feminino. Hoje, tenho a sensação de estar sendo ouvida pela causa que defendo e, através desse prêmio, posso ecoar o grito da floresta e do empoderamento rural feminino”, destaca.

Outro ponto destacado pela premiada são os ensinamentos aprendidos no Sebrae, que se tornaram imprescindíveis para a conquista.

Tenho uma relação de um ano e dois meses com o Sebrae, nesse período, já colhi muitos frutos doces. Dessa forma, participo de tudo e de todos os eventos promovidos. Portanto, faço questão de aplicar e desenvolver no meu negócio tudo que aprendo. Sustentabilidade, inclusão social e inovação fazem parte da missão e valores da nossa empresa.

Prêmio Sebrae Mulher de Negócios

Com objetivo de reconhecer, valorizar e dar visibilidade para negócios liderados por mulheres, o Prêmio Sebrae Mulher de Negócios acontece desde 2004. Ao longo desses anos, a iniciativa já impactou mais de 80 mil empreendedoras. Na edição deste ano, 4 mil mulheres se inscreveram na iniciativa, volume 37% maior que no ano anterior. A grande final premiou as três primeiras colocadas em três categorias: Pequenos negócios, Produtora Rural e Microempreendedora Individual (MEI).

  • Agricultora
  • orgânicos
  • Prêmio Sebrae Mulher de Negócios
  • Produtora rural
  • PSMN