5Gbet
Compartilhe

Conheça a Comunicação Antifrágil, método desenvolvido para resolver conflitos dentro e fora da sua empresa

Em artigo, o consultor, mentor e storyteller Vinícius Bastos apresenta técnicas que impactam positivamente a comunicação dos empreendedores
PorRedação
5Gbet
Compartilhe

Saber se relacionar e se posicionar com clientes, colaboradores ou fornecedores faz parte do dia a dia de todo dono de negócio. No entanto, nem sempre quem empreende consegue desenvolver uma comunicação capaz de resolver os problemas que surgem a partir dessas relações. No artigo “Comunicação Antifrágil: construindo narrativas vencedoras em tempos de caos e aleatoriedade”, o consultor, mentor e storyteller Vinícius Bastos apresenta um método de comunicação pessoal criado para resolver conflitos e construir relacionamentos saudáveis.

Segundo ele, a gestão de negócios é influenciada pela maneira que empreendedores lidam com divergências dentro e fora da empresa, inclusive em relacionamentos afetivos.

“A ideia do método Comunicação Antifrágil nasceu a partir do atendimento de empresários enquanto eu atuava no Sebrae Espírito Santo. Percebi que problemas de comunicação dos empreendedores e como se posicionavam diante de conflitos eram determinantes. Pessoas que tiveram grandes viradas na vida ou passaram por grandes sofrimentos, por exemplo, tinham uma tendência de assumir mais riscos nos negócios. Ao passo que pessoas que fugiam de conflitos ou que na primeira dificuldade já desistiam tinham mais chances de insucesso ou falência”, contou.

Depois desse contato direto com empresários, Vinícius também estudou a Teoria da Antifragilidade de Nassim Taleb e teve a oportunidade de fazer um curso com o ex- agente do FBI Christofer Voss, especialista em negociações complexas, como sequestros. O artigo de Vinícius Bastos foi publicado no livro “A Virada – Como Reinventar Seu Negócio Em Tempos de Incerteza”.

A obra foi recém-lançada no Brasil e em Portugal, por meio da editora Lisbon Internacional Press, sob coordenação do assessor da presidência do Conselho Deliberativo Nacional do Sebrae, André Spínola. O prefácio da publicação é assinado por Luiza Trajano, presidente do Conselho de Administração da Magazine Luiza.

A 5Gbet conversou com Vinícius Bastos, que fez parte da Unidade de Soluções do Sebrae Nacional e atualmente atua como coordenador do laboratório de inovação da Funpresp. Confira abaixo a entrevista:

ASN – Existe alguma relação entre a Comunicação Antifrágil e a Comunicação Não-Violenta?
Entrevistado – A Comunicação Antifrágil utiliza algumas técnicas da Comunicação Não-Violenta para gerar ganhos, principalmente depois do tensionamento do conflito, mas atuamos em campos de jogo diferentes. A Comunicação Não-Violenta parte de uma premissa que nós somos naturalmente compassivos. Já a Comunicação Antifrágil considera que o ser humano convive com o paradoxo da vontade de precer e de pertencer ao mesmo tempo, gerando conflitos em suas relações.

ASN – Quais os principais obstáculos para conseguir estabelecer uma Comunicação Antifrágil?
Entrevistado – O principal deles é quando o outro lado não quer o diálogo porque é uma limitação para se comunicar, mas eu vejo que as pessoas estão perdendo a capacidade de contemplar as coisas de uma maneira geral e isso é um problema indireto. Quando você para de contemplar, ou seja, não concede tempo para o seu cérebro visualizar e materializar um conflito, a chance de tomar uma decisão precipitada é muito grande. A falta de empatia também é um outro obstáculo porque, muitas vezes, a pessoa se coloca no diálogo, mas não está realmente interessada em ouvir e apenas quer comprovar o argumento dela. No meu artigo, inclusive, trato da empatia tática como uma técnica dentro desse processo.

ASN – Como essa capacidade de comunicação pode contribuir para a formação de lideranças?
Entrevistado – Eu acredito que a Comunicação Antifrágil é um dos principais assets para qualquer líder de hoje e do futuro. Vivemos em uma era não só de informação, mas de comunicação intensa. Temos redes sociais onde nossos comportamentos e posicionamentos estão sendo constantemente observados e questionados. Os ambientes de trabalho, por sua vez, estão se tornando mais híbridos e multiculturais, trazendo o desafio do conflito. Então, esse líder precisa dominar muito bem sua comunicação pessoal e boas narrativas, de forma envolvente, verdadeira, que consegue tirar o melhor das pessoas e dos fatos.

ASN – Como a Comunicação Antifrágil pode ser aplicada dentro de um pequeno negócio?
Entrevistado – Eu defendo que o empreendedor deve sempre se posicionar de forma autêntica, mostrando o que ele realmente é porque, muitas vezes, a marca é o empreendedor. A primeira coisa que o empreendedor deve consciência é de quem ele é no jogo e como ele se posiciona. Para isso, há um exercício muito interessante chamado “Manifesto Pessoal”. É um texto de autodeclaração em que ele responde às perguntas: Quem sou eu? O que eu manifesto? Quais são as minhas verdades para o mundo? A partir disso, deixar bem claro o que ele é e como isso se reflete no negócio, nas suas práticas, na cultura da empresa, na escolha dos seus colaboradores e fornecedores.

  • Empreendedorismo
  • Gestão