5Gbet
Compartilhe

Do fundo do quintal para uma indústria de sucesso: empresária que vende peças automotivas celebra virada

Em um mercado composto majoritariamente por homens, empreendedora conquistou o segundo lugar no Prêmio Sebrae Mulher de Negócios 2023
PorRedação
5Gbet
Compartilhe

A empresária Elisangela Sheila Colodino Feitosa, de Abadia (GO), proprietária da JJ Borrachas, conquistou o segundo lugar no Prêmio Sebrae Mulher de Negócios 2023. Ela se firmou no mercado de peças automotivas na linha de fixação (por debaixo dos carros) – majoritariamente formado por homens – e tem alcançado cada vez mais sucesso. Passando por uma quase falência no passado, hoje, o pequeno negócio fatura entre R$ 150 mil e R$ 200 mil por mês e produz cerca de 900 tipos de peças diferentes para os carros.

“O prêmio é o reconhecimento de tudo que passei na minha trajetória, tantos desafios, tantas lutas”, comemora a empreendedora, que começou a trabalhar no fundo do quintal e que chegou a acumular quase meio milhão de reais em dívidas devido a uma antiga sociedade. “Existe a barreira do preconceito, por ser mulher, por ser pequena empresária, que acontece no dia a dia. Mas o sucesso é reflexo do bom trabalho que estamos fazendo”, afirma Elisângela.

Entre os produtos estão as buchas estabilizadoras, de amortecedores, coxinho de cabines e as patentes para levantar o carro. Um diferencial do negócio é utilizar a sustentabilidade a seu favor. “Eu recolho borrachas usadas, esse material passa por um processo de usinagem, e as peças são feitas de forma sustentável”, explica. “É necessário ter muito conhecimento para permanecer nesse mercado. Hoje, contamos com cerca de 30 funcionários diretos e indiretos. Desses, a metade é mulher, porque precisamos desse olhar mais perfeccionista que faz toda a diferença na entrega com qualidade”, conta a gestora da JJ Borrachas.

A indústria tem o objetivo de crescer ainda mais em 2024, data em que completa 10 anos de criação. “Nossos sonhos são demais. O Sebrae, com as orientações e consultorias, abriu tanto a nossa visão que já estamos ampliando o nosso negócio e o meu sonho é chegar a um modelo de empresa 4.0, com automação e uma equipe qualificada. Espero que consigamos chegar no fim do ano em um outro nível, com novos processos e com esse upgrade”, comenta.

Segundo Elisangela Colodino, o caminho do empreendedorismo pode ser desafiador, mas, com coragem e dedicação, é possível transformar os sonhos em realidade. “Quero inspirar outras mulheres a acreditarem em seu potencial e a não desistirem diante das dificuldades. Acreditem no poder das suas ideias e habilidades, e busquem sempre fazer a diferença no mercado com um toque único e feminino. Através do empreendedorismo, podemos conquistar nossos objetivos, crescer profissionalmente e impactar positivamente a sociedade e o meio ambiente”, disse.

Prêmio Sebrae Mulher de Negócios

As empreendedoras que venceram a etapa nacional do Prêmio Sebrae de Negócios foram anunciadas no início de dezembro. A premiação tem o objetivo de dar visibilidade e reconhecimento às empreendedoras brasileiras. Elas concorreram em três categorias: Pequenos negócios, Produtora Rural e Microempreendedora Individual (MEI). No total, mais de 4 mil mulheres se inscreveram – 37% a mais do que no ano anterior.

  • Empreendedorismo Feminino
  • Prêmio Sebrae Mulher de Negócios