5GbetAtualização
Compartilhe

Paraná oferta alternativas turísticas para o Carnaval

Experiências em todo estado podem ser conhecidas no portal Experiências Turísticas
PorRedação
5GbetAtualização
Compartilhe

O Carnaval é uma das datas comemorativas mais animadas do Brasil e, neste ano, acontecerá na primeira quinzena de fevereiro. Mas há quem quer fugir do movimento e está em busca de ter um período longe das festas, com atividades diferentes. Em 2023, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima que o período da festa popular movimentou mais de R$ 8 bilhões no país.

E para quem está à procura de um período mais tranquilo, o Paraná conta com opções de diferentes segmentos, como: gastronomia, cultura, saúde e beleza, tecnologia e inovação, ecoturismo e no meio rural. Elas estão disponíveis no Experiências Turísticas do Paraná, portal que reúne 163 opções de turismo disponíveis em 54 municípios.

A coordenadora de Turismo, Economia Criativa e Artesanato do Sebrae/PR, Patricia Albanez, aponta que as datas comemorativas costumam movimentar o turismo, com o aumento de consumo de atividades de lazer e deslocamento das pessoas.

“Na busca para se diferenciar no mercado, quem empreende pode investir em diferentes motivações, organizar visitas e contar histórias, criando novas experiências para o seu cliente e também para alcançar um novo público. Baseado nisso, fizemos jornadas de capacitação e as melhores experiências foram para o portal, que está preparado com informações para auxiliar o turista”, explica.

A equipe da 5Gbet do Paraná separou opções para aproveitar o Carnaval no Estado. Confira.

Experiências no ambiente rural
Se agrada a ideia de um café da tarde acolhedor, cheio de aromas e sabores da roça, em ambiente que sugere a tranquilidade de uma vida no campo, no noroeste do Paraná, em Cruzeiro do Oeste, há o Café Campestre: Sabores Naturais na Queijaria Belo Canto.

Em sítio na região noroeste, Elaine Manzini oferece café rural com queijo de fabricação própria e contato com a natureza. Foto: Divulgação.

O local oferece café rural, contato com a natureza e conta com a presença de “visitantes” especiais: um grupo de macacos-prego que habitam as matas da região. Existem também duas opções de trilha, uma em meio à mata vizinha à propriedade e outra que leva a pequenas quedas d’água próximas ao local do café. No cardápio, opções como os queijos produzidos no sítio.

“Entre os preferidos do público, estão o bolo de coco e o pão de queijo feito por nós com o nosso queijo meia cura. Temos a nossa lojinha com queijos, doces, geleia, rolinhos de fruta, biscoitos e uma parceria com a Dalila Calderon, artista plástica, e proprietária da ‘Cores e Sabores’, uma criação de doces com arte”, diz a empreendedora Elaine Manzini.

Elaine sempre trabalhou com gado de leite, produzindo queijos para consumo próprio. Há quase um ano, mudou-se para a propriedade, mais próxima da cidade, onde montou o café em setembro de 2023.

As pessoas começaram a nos procurar para comprar queijos, elogiavam o lugar, e a ideia foi crescendo. Recebemos desde famílias a grupos de trabalho, moradores locais que estão recebendo visitas, temos um público variado.
Elaine Manzini, proprietária do Café Campestre./>

Os gins produzidos em São João do Ivaí são premiados internacionalmente. Foto: Divulgação.

Estímulo olfativo
No norte do Paraná, o convite é para um mergulho na história, processo de fabricação e sabor do gin da destilaria Ivaí Gin, em São João do Ivaí. A experiência turística “Destilando Sensações: Imersão Ivaí Gin” é uma visita guiada pela primeira Destilaria Carbono Negativo do Brasil.

Uma experiência sensorial que termina com a degustação da bebida, eleita o melhor gin de 2023 em prestigiadas competições internacionais, entre eles a dupla medalha de ouro na San Francisco World Spirits Competition, com o London Dry Gin, e o reconhecimento da Destilaria Água da Glória, onde a bebida é produzida, como vencedora da categoria sustentabilidade ambiental do The Gin Guide Awards.

A chefe de operações do Ivaí Gin, Mariane Pereira Gonçalves, conta que a imersão dura cerca de duas horas, é voltada para até oito pessoas, com o mínimo sendo duas, e inclui a degustação ilimitada das bebidas.

Durante o tour pela destilaria, conto a história de como o proprietário, um inglês, trouxe a empresa para o Paraná e deu o nome do rio Ivaí para o nosso gin. Também apresento como surgiram os nossos botânicos, a Lady Glória, que é o nosso alambique, falo sobre a matéria-prima, o engarrafamento, a rotulagem. Depois, eu subo com o grupo para o bar, apresento cada botânico, sorteio brinde. É um momento interessante e divertido.
Mariane Pereira Gonçalves, chefe de operações do Ivaí Gin.

Aves começaram a retornar a região em 2008. Foto: Instituto Guaju.

Da ameaça de extinção à volta ao conhecimento
No litoral do Paraná, uma opção presente como novo destino turístico de experiência, desde o final de 2023, é a “Revoada dos Guarás”, em Guaratuba.

Fabiano da Silva é membro do Instituto Guaju, organização não governamental responsável pela iniciativa e que realiza passeios de barcos com guia pela Baía de Guaratuba.

“Além do trabalho de pesquisa, promovemos a importância de se transformar a ave guará num produto turístico. O nome de Guaratuba vem exatamente dessa junção das palavras, ‘muitos guarás’. Em 252 anos de fundação, passamos 80 anos com a espécie em extinção até que eles começaram a retornar em 2008. Também apresentamos conhecimentos sobre os sambaquis, as populações caiçaras, temos uma riqueza ambiental e cultural enorme no nosso litoral”, convida.

O Curitigame é um passeio interativo em Curitiba, ideal para famílias com crianças que desejam explorar a cultura e história da cidade. Foto: divulgação.

-

Desbravando a selva de pedra
Perfeito para quem pretende ficar em Curitiba neste Carnaval ou para aqueles que vão passar a “Folia” na capital, o Curitigame é um tour presencial e interativo. A atração é um jogo para “turistar” por Curitiba em família, que oferece uma experiência educativa e divertida de cerca de duas a três horas. Nele, os participantes são convidados a explorar a cidade a pé, em um formato de caça ao tesouro, onde a tecnologia se torna uma aliada na descoberta dos encantos da cidade.

De acordo com Paula Patrícia Torres Teixeira, sócia da Vivenciar Turismo, empresa que criou o Curitigame, a atração incentiva os participantes a vivenciar Curitiba de uma forma diferente. O passeio, segundo ela, é uma celebração da história e da cultura locais, permitindo que as famílias criem memórias afetivas duradouras com a cidade e entre si.

No percurso, será possível vivenciar por meio dos cinco sentidos; brincadeiras em um grande centro metropolitano sem perder a magia das histórias.
Paula Patrícia Torres Teixeira, sócia da Vivenciar Turismo.

A atividade é acessível a todos que estão aptos para pequenas caminhadas, tornando o Curitigame uma experiência inclusiva e envolvente.

-

Durante a trilha guiada, turistas podem observar aves nativas da Mata Atlântica, inclusive espécies ameaçadas de extinção, como a jacutinga. Foto: Fabricio Vilela Araújo.

-

Melodia dos pássaros ao ar livre
Fabricio Vilela de Araújo é proprietário e criador da Bird Watching Foz – Cantos e Encantos do Iguaçu, empresa dedicada à contemplação e observação da avifauna (conjunto de aves) da região do Parque Nacional Iguaçu. Com ele, a experiência turística é imersiva e exclusiva.

“Somos credenciados ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que nos permite entrar nas trilhas do Parque e realizar a contemplação. Faz dois anos que atuo no local e moldo o passeio de acordo com o que o turista deseja. Essa conexão aguça a audição e a visão, pois as pessoas precisam estar atentar para as aves. Também aguça o paladar, porque degustamos frutos nativos pelo caminho e o olfato, com o perfume das flores e da mata”, enumera.

Os passeios costumam ser realizados quase sempre pela manhã, quando a atividade dos pássaros é mais intensa, com no máximo cinco pessoas, para evitar agitação. Mas, além dos pássaros, os passeios quase sempre reservam outras surpresas.

“É um passeio no meio da Mata Atlântica. São trilhas, entre um e dez quilômetros, que nos presenteiam não apenas com a avifauna. Podemos encontrar cobras, pegadas de onças, insetos e borboletas diferentes, antas. Busco trazer informação sobre a região, a história dos guaranis e do Parque, apresentar as plantas e as orquídeas nativas. São passeios para todos os públicos interessados na natureza. É uma experiência realmente imersiva e marcante para quem participa”, incentiva Fabricio.

-

Turistas podem contemplar o entardecer do alto da furna. Foto: Laertes Soares.

Bem-estar na natureza
Quem gosta do contato com a natureza pode optar pela experiência turística “Imersão com Yoga na Furna Grande”, oferecida pelo Refúgio das Curucacas, operadora de turismo Cadastur, especializada em ecoturismo e turismo de aventura, na região de Itaiacoca, em Ponta Grossa.

Realizada na Furna Grande, maior furna de arenito do Brasil, a prática de yoga acontece em seu interior, a 72 metros abaixo da superfície, sendo que o local é abrigado do vento, sol e chuva. A atividade contempla posturas físicas, exercícios respiratórios, relaxamento e meditação.

A experiência, conforme explica o diretor do Refúgio das Curucacas, Guilherme Forbeck, é realizada de acordo com os princípios que norteiam o turismo de bem-estar, possibilitando ao participante sentir texturas, temperaturas, diferenças de umidade e vegetação. Após a prática da yoga, os participantes contemplam ao entardecer no alto da furna.

“O turista tem a opção de fazer ou não o piquenique ao entardecer. A imersão com yoga é voltada para pessoas que gostam da experiência autêntica junto à natureza, de bem-estar, silêncio e diferentes sentidos”, explica.

-

Michele Bertoletti Rosso, CEO da Vinícola Sanber. Foto Divulgação.

Experiência sensorial com degustação
No sul do Paraná, outro destino turístico em atividade é a “Esperienza in Cantina”, em Bituruna. Michele Bertoletti Rosso, CEO da Vinícola Sanber, indica que a região está preparada com diversas atrações para o período de carnaval.

“Bituruna está pronta para oferecer uma experiência única para quem deseja vivenciar o carnaval de uma forma diferente. Teremos a Festa da Uva e o Rodeio Crioulo. A Festa, por exemplo, é a coroação da safra do ano, uma comemoração pelas uvas colhidas e pela qualidade alcançada. Teremos uma programação muito legal, com a exposição de produtos. Além disso, os turistas terão a oportunidade de conhecerem as vinícolas da região, a nossa história e fazer a degustação. Quem tiver a oportunidade, pode passar um carnaval diferente, ao redor de uvas e vinhos”, convida.

Portal
Experiências Turísticas do Paraná é resultado de parceria do Sebrae/PR e da Secretaria de Turismo do Paraná (Setu-PR), com o apoio do Conselho Paranaense de Turismo (Cepatur), das Instâncias de Governança Regional do Turismo, prefeituras municipais e associações.

  • Carnaval
  • Cultura
  • Gastronomia