5Gbet
Compartilhe

Queijos Artesanais do RN conquistam 15 medalhas no 6º Prêmio Queijo Brasil

Com o apoio do Sebrae, os produtores participaram do concurso e celebram a conquista de 15 títulos na sexta edição do Prêmio Queijo Brasil, realizado em Blumenau (SC)
PorRedação
5Gbet
Compartilhe

Os queijos artesanais potiguares mais uma vez tiveram a qualidade atestada nacionalmente. Os derivados lácteos do Rio Grande do Norte conquistaram vários títulos no concurso VI Prêmio Queijo Brasil, realizado nos dias 6 e 7 de julho, em Blumenau (SC). Com o apoio do Sebrae no Rio Grande do Norte, os produtores participaram da competição e celebram as conquistas ao alcançar a impressionante marca de 15 medalhas, posicionando o RN como uma das referências em qualidade na produção de queijos artesanais no país.

O Sebrae do Rio Grande do Norte viabilizou a participação de três produtores de queijos artesanais do Rio Grande do Norte no evento realizado na Vila Germânica. Esses produtores representaram o estado levando consigo queijos de manteiga e de coalho e manteiga da terra de outras oito queijeiras do Rio Grande do Norte para a competição. Em um resultado surpreendente, todas foram premiadas no concurso, demonstrando a excelência e qualidade dos queijos produzidos no estado.

Manacés Leite (Queijeira Fazenda Barreiras).

A comitiva do Rio Grande do Norte foi composta pelos produtores Vitor Rezende, da Queijeira Dona Branca (Currais Novos), Manacés Leite, da Queijeira Fazenda Barreiras (Encanto), e Claudia Aparecida, da Queijeira JC Caicó (Caicó).

Alem dos produtores, integraram a comitiva Kessianny de Souza, analista técnica do Sebrae-RN, Adeilton Silva, do Canal Agrosertão (Caicó), e o representante do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuário do RN – IDIARN, Franciel Minervino. Os produtores também participaram de uma rodada de negócios.

Segundo a analista Kessiany de Souza, a participação dos produtores no VI Prêmio Queijo Brasil foi uma valiosa oportunidade de interagir com outros produtores e queijeiros de todo o país.

“Os produtores do Rio Grande do Norte foram capazes de promover o que o estado tem de melhor na produção de queijos artesanais.”, destac Kessiany de Souza.

Sobre o Concurso

A 6ª edição do Concurso Queijo Brasil teve como objetivo principal reconhecer e valorizar os produtores de queijo, estimulando a constante melhoria da qualidade dos produtos. O evento abrange quatro etapas: a premiação, a feira, as palestras e o desafio “O Queijista”.

Claudia Aparecida (Queijeira JC Caicó).

Durante os dias 6 e 7 deste mês, os jurados utilizaram uma metodologia especializada para avaliar criteriosamente a aparência, o aroma, a textura, o sabor e a conformidade com os estilos dos queijos inscritos. A feira, que teve entrada franca, proporcionou um espaço propício para a realização de negócios entre produtores, comerciantes e restaurantes, além de oferecer aos produtores a oportunidade de se aproximar dos consumidores e compartilhar sua paixão pela produção de queijos artesanais.

A lista de premiações incluiu:

Medalha de Ouro
Queijaria JC (queijo de manteiga)
Queijeira do Zaca (queijo de manteiga)
Queijaria do Gertrudes (queijo de coalho defumado)
Queijeira Galego da Serra (queijo de coalho)

Medalha de Prata
Queijaria JC (queijo de coalho)
Queijeira A. Cipriano (queijo de manteiga)
Queijeira Fazenda Rolinha (queijo aliança)
Queijaria Dona Gertrudes (queijo de coalho com orégano)
Queijaria Dona Gertrudes (queijo de manteiga)

Medalha de Bronze
Queijaria Dona Gertrudes (queijo de coalho)
Queijeira do Zaca (queijo de manteiga ancestral)
Queijeira do Zaca (queijo de coalho)
Queijeira Fazenda Rolinha (queijo de manteiga)
Queijeira Capril Buxada (queijo porreta)
Queijeira Fazenda Barreiras (queijo de coalho).

  • leite
  • queijo