5GbetAtualização
Compartilhe

Sebrae Minas e Secult lançam ação com conteúdos gratuitos para impulsionar os pequenos negócios no Carnaval

“Meu negócio é Carnaval” contém orientações para negócios ligados ao turismo, economia da criatividade e alimentação fora do lar
PorSimone Guedes
5GbetAtualização
Compartilhe

Para preparar os pequenos negócios de Minas Gerais para a data mais festiva do ano, o Sebrae Minas e o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), lançaram nesta quinta-feira (18/1), em evento no Palácio da Liberdade, o projeto de capacitação “Meu Negócio é Carnaval”, uma série de conteúdos gratuitos do Sebrae Play, direcionados para empreendedores dos segmentos da economia da criatividade, alimentação, comércio e do turismo que aproveitam a folia para aumentar o faturamento para ganhar impulso no início do ano.

A ação de capacitação reúne mais de 50 conteúdos entre vídeo-dicas, artigos, entrevistas, áudios e e-books sobre marketing, finanças, vendas e gestão. Além disso, os empreendedores terão acesso a informações sobre formalização e as vantagens e obrigações dos microempreendedores individuais (MEI). Haverá também materiais específicos voltados para negócios ligados à gastronomia e à economia da criatividade.

“Em Belo Horizonte, o Carnaval gera oportunidades para mais de 44 mil pequenos negócios, entre eles bares, restaurantes, vendedores ambulantes, meios de hospedagens, além de empreendimentos ligados a eventos, comunicação, audiovisual, arte e cultura. Por isso, selecionamos um material direcionado com informações que vão ajudar o empreendedor a organizar melhor o seu estoque, precificar de forma correta, oferecer um atendimento personalizado e on-line aos foliões e se destacar no meio da multidão, adotando estratégias para ampliar as vendas. Para os ambulantes, também há orientações para que ele possa no futuro formalizar seu negócio e gerar nova renda para sua família”, explica o presidente da CDL/BH e do Conselho Deliberativo do Sebrae Minas, Marcelo de Souza e Silva.

Lançamento das ações do carnaval contou com a presença do governador Romeu Zema. Crédito: Jair Amaral/Estado de Minas

-

Segundo o secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Leônidas de Oliveira, a parceria entre Sebrae, Governo de Minas e CDL/BH trará muitos benefícios aos empreendedores e trabalhadores da economia da criatividade: “O setor é um dos principais geradores de emprego em Minas Gerais, responsável pela criação de 50 mil postos de trabalho no ano passado, e o Carnaval, entendido pela Secult como política pública, estimula a geração de emprego e renda em todo o estado, além de posicionar Minas como um dos principais destinos turísticos do Brasil nessa época do ano. Ao qualificar os profissionais, o ‘Meu Negócio é Carnaval’ cumpre um papel importantíssimo e fortalece negócios que fazem a roda da economia da criatividade girar em todo o estado”.

Para começar o ano literalmente com o bloco na rua e com uma renda extra, os empreendedores da folia de Belo Horizonte e do interior do estado também poderão buscar orientações e consultorias gerenciais nas Agências do Sebrae Minas e nos parceiros da Rede de Atendimento “Aqui tem Sebrae”.

Apoio aos pequenos

Além do lançamento do projeto de capacitação “Meu negócio é Carnaval”, o Sebrae Minas desenvolve diversos projetos pelo estado direcionados para pequenos negócios de setores impulsionados pelo Carnaval. Em 2023, foram mais de 170 mil atendimentos a micro e pequenas empresas do turismo, gastronomia e economia da criatividade em todo o estado. Entre as ações estão o ‘Prepara Gastronomia’, programa criado em 2020 e que já ofereceu suporte gerencial para mais de 8 mil donos e gestores de bares, restaurantes, padarias, lanchonetes e outros empreendedores do segmento de alimentação fora do lar.

Outro setor que também tem recebido atenção do Sebrae Minas é a economia da criatividade. Por meio do ‘Fazer Criativo’, a instituição busca impulsionar os negócios criativos de maneira sustentável. “Estimulamos a parceria entre os setores público e privado e a sociedade civil, para que juntos promovam as artes, a criatividade, a cultura e a tecnologia. Além disso, criamos novas propostas de valor e soluções práticas para que os pequenos negócios do setor encontrem formas de ampliar seus resultados financeiros e seu crescimento no mercado”, afirma Marcelo Silva.

O Sebrae Minas também oferece apoio aos empreendimentos da cadeia produtiva associada ao turismo, com o programa ‘Check in Turismo’, impulsionando o desenvolvimento econômico e social da região e a geração de emprego e renda no estado. Entre as ações, está a estruturação e promoção de 16 rotas turísticas até 2026, três delas, lançadas no ano passado: Rota das Artes, do Café do Sul de Minas e do Café do Cerrado Mineiro.

“Estimulamos a parceria entre os setores público e privado e a sociedade civil, para que juntos promovam as artes, a criatividade, a cultura e a tecnologia. Além disso, criamos novas propostas de valor e soluções práticas para que os pequenos negócios do setor encontrem formas de ampliar seus resultados financeiros e seu crescimento no mercado”, afirma Marcelo Silva.

Diversos empreendedores de importantes cidades do carnaval de Minas Gerais, receberam capacitações e consultorias do Sebrae Minas para faturar mais em importantes eventos de nosso calendário, dentre eles “o carnaval”. Foram feitas ações em municípios como Tiradentes, Nova Lima, Paracatu, Belo Horizonte, Montes Claros, Diamantina, Juiz de Fora, Uberlândia, São João Del Rei, Uberlândia, Uberaba, Mariana, Ouro Preto, Lavras, Carrancas, Grão Mogol, Passos, Pouso Alegre, Ipatinga, Teófilo Otoni, Divinópolis, Itaúna, Januária, Itabira, Catas Altas, Araxá, Itapecerica e São Roque de Minas.

Para saber mais sobre os projetos acesse o site do Sebrae Minas ou ligue para a Central de Atendimento pelo 0800 570 0800.

Na perspectiva da CDL/BH, o carnaval é uma excelente oportunidade para o setor de comércio e serviços da capital mineira. “A festa movimenta pessoas, renda e postos de trabalho. Este ano, o Governo do Estado está investindo mais de R$ 6 milhões na divulgação do nosso Carnaval em outros estados e o número de turistas tende a crescer. Com o crescimento da festa, a tendência é que toda a cadeia econômica seja beneficiada, em especial o comércio, que é a principal força da cidade”, avalia o presidente da CDL/BH e do Sebrae Minas.

  • Economia Criativa