5Gbet
Compartilhe

Sebrae fecha convênio com a CGU para difusão da ética empresarial

Parceria com a Controladoria-Geral da União visa a prevenção da prática de ilícitos fiscais, comerciais e morais nas pequenas empresas do país
PorRedação
5Gbet
Compartilhe

Durante o lançamento do Pacto Brasil pela Integridade Empresarial, na manhã desta quinta-feira (30), na capital paulista, foi firmado convênio de cooperação técnica entre o Sebrae e a Controladoria-Geral da União, órgão de controle interno do governo federal, para o incentivo de boas práticas de conduta na gestão das micro e pequenas empresas.

A iniciativa visa a prevenção da prática de ilícitos e a inclusão do tripé ESG (governança que leva em conta os aspectos ambiental, social e corporativo) no ambiente de negócios do país. “Uma agenda de integridade, ou seja, de combate à corrupção, reforça a confiança da sociedade nas instituições públicas e privadas”, afirma o Ministro da CGU, Vinicius de Carvalho.

Projeto iniciado em 2010 para combater a corrupção nas empresas, o Programa Nacional de Promoção da Integridade Privada, no qual se insere o Pacto Brasil pela Integridade Empresarial, tem no Sebrae um parceiro fundamental para apoiar as pequenas empresas na prática da ética, transparência, relações trabalhistas saudáveis e combate à fraude no setor privado.

Gabriel Portella Nunes, gerente de Controladoria e Compliance do Sebrae (FOTO: Fábio Eufrázio)

”A corrupção prejudica a eficiência de políticas públicas e beneficia uma minoria em detrimento da maioria”, diz Gabriel Portella Nunes, gerente de Controladoria e Compliance do Sebrae. Ao combater essa prática, ressalta, assim como o assédio moral e sexual e o preconceito nas pequenas empresas, “atingimos milhões de pessoas em prol da integridade no ambiente de trabalho”.

Também estiveram presentes no lançamento do Pacto, o diretor de gestão corporativa da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), Floriano Pesaro; o presidente do Conselho de Administração do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi; o secretário de integridade privada da CGU, Marcelo Pontes Viana; e a chefe da Assessoria Especial para Assuntos Internacionais da CGU, Elizabeth Cosmo.

  • Empreendedorismo