5Gbet
Compartilhe

Ampliação de refinaria em Pernambuco vai beneficiar pequenos negócios

Cerimônia desta quinta-feira (18) marcou a retomada de investimentos em Ipojuca (PE). Petrobras e Sebrae trabalham juntos aproximar pequenos negócios como fornecedores
PorASN
5Gbet
Compartilhe

A retomada da ampliação da Refinaria Abreu e Lima, na cidade de Ipojuca, em Pernambuco, anunciada pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, nesta quinta-feira (18), também poderá beneficiar pequenos negócios pernambucanos que desejam se tornar fornecedores da empresa petroleira. É por isso que o Sebrae e a Petrobras trabalham juntas para contratar fornecedores para atender a diversas demandas da estatal. No total, em quatro estados, cerca de 700 empresários participaram de encontros para entender com prestar serviços e vender para a empresa – desses, 175 são pernambucanos.

“Esse anúncio de ampliação corrobora com a inserção competitiva de muitos pequenos negócios nessa cadeia pujante. O Roadshow foi o pontapé inicial para que os interessados na cadeia de valor de energia conhecessem as demandas da Petrobras para Pernambuco e estreitar seu relacionamento com a instituição. Inclusive, eles estão conectados com o Sebrae/PE para que possam cumprir os requisitos da cadeia e fornecer bens e serviços para a estatal”, destaca o presidente do Sebrae, Décio Lima.

“Não só em Pernambuco, mas na Bahia, no Rio Grande do Norte e no Amazonas, foram apresentados os projetos da Petrobras e suas oportunidades de negócios e desenvolvimento de tecnologia. Além disso, foi mostrado como se cadastrar para potencializar as oportunidades. O Sebrae, por sua vez, trouxe projetos de apoio aos fornecedores para atuarem no segmento de petróleo, gás e energias renováveis”, completou Décio.

No total, a ampliação da refinaria vai gerar cerca de 30 mil empregos diretos e indiretos e um acréscimo de cerca de 13 milhões de litros de Diesel S10 (de baixo teor de enxofre) por dia à capacidade de produção nacional. O investimento está previsto no Plano Estratégico 2024-28+ da Petrobras e faz parte do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Já em fase de contratação, a construção do Trem 2 da refinaria tem data para finalização em 2028, quando passará a ter capacidade para processar 260 mil barris de petróleo por dia. As obras estão previstas para começar no segundo semestre deste ano.

“Um projeto como este trará novas oportunidades de negócios para muitas empresas da região. Na primeira etapa, terá a construção da nova planta industrial, que vai demandar muito material e serviços dos mais complexos aos mais básicos pelos próximos quatro anos. Depois disso, a planta irá operar e precisará contratar fornecedores. Enfim, é um ciclo produtivo. Novos investimentos geram novas oportunidades de negócios”, aponta o analista de Competitividade, Carlinho Santos.

Nos próximos cinco anos, a Petrobras vai investir US$ 17 bilhões em projetos de refino, transporte e comercialização no Brasil para ampliar a capacidade de produção de diesel e aumentar gradualmente a oferta de produtos para mercado de baixo carbono.

A REFINARIA — Localizada no Complexo Industrial Portuário de Suape, a Refinaria Abreu e Lima iniciou as operações em 2014 com o primeiro conjunto de unidades (Trem I), 34 anos depois de construída a última refinaria da Petrobras. É a mais moderna já entregue pela companhia e contribui para atender a demanda nacional por derivados de petróleo. Dentre todas as refinarias brasileiras, ela apresenta a maior taxa de conversão de petróleo cru em diesel (70%), combustível essencial para a circulação de produtos e riquezas do país.

  • Energia
  • Petrobras