5Gbet
Compartilhe

Inova Amazônia bate recorde de inscrições

Juntando os módulos de ideação e tração, as startups de bioeconomia que se registraram superaram em 40% o volume de 2022
PorRedação
5Gbet
Compartilhe

As inscrições para os módulos de ideação e tração do Programa Inova Amazônia bateram um recorde de procura em 2023. No total, 1.280 empreendedores com projetos sustentáveis ligados à bioeconomia se inscreveram – cerca de 40% a mais do que no ano anterior. O resultado da seleção para o módulo de Tração foi divulgado dia 24 de novembro neste link. O programa é executado pelo Sebrae em parceria com o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP).

No total, foram selecionadas 260 pessoas físicas para o módulo de ideação e 180 empresas inovadoras para o módulo de tração. Os segmentos econômicos da bioeconomia contemplados são: alimentos; agricultura; aquicultura e pesca; bebidas; biocombustíveis; bioenergia; bioplásticos e embalagens; casa e construção; ecodesign; ecoturismo; farmoquímico e farmacêutico; fitoterápicos e nutracêuticos; florestas; higiene, perfumaria e cosméticos; indústria têxtil e moda; química e novos materiais; e tecnologia da informação e logística.

O analista de Inovação do Sebrae Philippe Figueiredo ressalta que o sucesso do programa é resultado da consolidação da imagem da iniciativa no território, dos resultados obtidos no primeiro ano de atuação, além da rede que se estruturou em torno da ação.

É um programa importante de inovação, especialmente em bioeconomia, que nós temos pouco no Brasil. Ele também se configurou como uma rede formada não só por empresários, mas instituições de ensino, bancos de fomento, aceleradoras e investidores que acabaram conhecendo a iniciativa e participaram este ano mais efetivamente nessa mobilização.

Philippe Figueiredo, analista de Inovação do Sebrae.

Módulo Ideação

O módulo Ideação do Programa atua como uma pré-aceleração de ideias vinculadas à bioeconomia. Essa fase é destinada a pessoas físicas que ainda não tiraram a ideia do papel e precisam definir o modelo de negócio, assim como validar seu produto ou serviço para então lançá-lo no mercado. O resultado já está disponível aqui. As capacitações duram seis meses e começam em janeiro.

Serão apoiadas propostas nos nove estados da Amazônia Legal: Acre, Amazonas, Amapá, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. O programa prevê capacitações coletivas e mentorias individuais, além da realização de atividades para induzir a formação de redes de contatos e conexão com o mercado. Ao fim do ciclo de aceleração, as três melhores ideias de cada estado serão premiadas com valores de R$ 30 mil, R$ 20 mil e R$ 10 mil.

Módulo Tração

É voltado exclusivamente para pequenos negócios formalizados (pessoas jurídicas) que estão em operação e faturando. As equipes inscreveram propostas para novos produtos, serviços ou ações de beneficiamento. No total, 20 empresas foram selecionadas em cada estado. Os escolhidos receberão capacitações e mentorias a partir de janeiro de 2024 (on-line e presencial), além de participarem de eventos do setor de inovação e de uma bolsa de R$ 6,5 mil pelo período de até seis meses – totalizando R$ 39 mil -, que será repassada ao coordenador da equipe.

Inova Amazônia

OPrograma é uma estratégia focada em fomentar, apoiar e desenvolver pequenos negócios, startups, empreendimentos e ideias inovadoras alinhadas à bioeconomia que tenham como premissa a atuação direta ou indireta para preservação ou uso sustentável dos recursos da biodiversidade do bioma. No total, já foram investidos R$ 23 milhões em ações de aceleração, bolsas, eventos, Sebraetec e missões internacionais.

  • Bioeconomia
  • edital
  • Inova Amazônia