5GbetAtualização
Compartilhe

Porto Digital é modelo de inovação para o país

O ministro do Empreendedorismo, Márcio França, participa do Sebrae Pelo Brasil a convite do presidente do Sebrae, Décio Lima
PorRedação
5GbetAtualização
Compartilhe

O estado de Pernambuco é o 13º estado a receber o Sebrae Pelo Brasil. Em Recife, nesta quinta-feira (26), o ministro do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, Márcio França, participou da agenda convidado pelo presidente do Sebrae, Décio Lima.

Décio Lima, presidente do Sebrae. Crédito: Maker Mídia.

A agenda de trabalho contou com uma visita ao Porto Digital. Um dos principais parques tecnológicos do país. O Sebrae em Pernambuco atua com o Porto desde 2000, quando o projeto iniciou. Hoje, o distrito abriga mais de 350 empresas, com 17 mil profissionais. “Este empreendimento associa a iniciativa privada, a história e a intelectualidade ao empreendedorismo no Recife. Com este projeto, o Sebrae tem condições de dar cidadania, abre oportunidades e gera emprego e renda”, afirmou Décio Lima.

O Porto Digital é um dos principais parques tecnológicos do Brasil. “Há pelo menos quatro modelos de hub de inovação no país. O Porto segue o modelo da integração e as potencialidades locais. Por isso, constituiu-se como um distrito no centro histórico de Recife”, destacou Pierre Lucena, CEO do Porto, que já é considerado o terceiro maior setor de serviços na capital pernambucana.

Em Pernambuco

O objetivo do encontro com os colaboradores no Sebrae PE foi discutir os desafios e as estratégias para o fomento ao empreendedorismo, geração de emprego e renda e diminuição das desigualdades locais. Na ocasião, Décio Lima ressaltou o importante papel executado pela instituição.

“Somos a porta dos sonhos, a porta da realização da vida e da renda de milhões de brasileiros. Aquilo para o que todos acordam cedo, todos os dias, para garantir um pouco de dignidade. Vocês são pessoas que modificam a vida. Isso é muito representativo, além de ser fundamental para a economia do nosso país. Um PIB de 3,1%, taxa de desocupação na ordem de 7,8% e a geração de 1,4 milhão de empregos”, exaltou. “Em nenhum lugar do mundo existe uma instituição como o Sebrae”, completou Décio Lima.

O presidente do Sebrae ainda destacou a capilaridade do serviço ofertado pela entidade do ponto de vista econômico. “Retratamos a esperança para 94% dos CNPJs do Brasil. Aqui estão aqueles que garantem 55% da empregabilidade e 30% do Produto Interno Bruto (PIB)”, contou Décio Lima, que também lembrou o momento vido pela economia brasileira, com crescimento, geração de mais empregos e redução da inflação.

O superintendente do Sebrae em Pernambuco, Murilo Guerra. Crédito: Maker Mídia.

O Sebrae em Pernambuco atua em várias frentes. Os projetos que mais se destacam incluem a fruticultura, no Sertão; a cadeia de confecção; e, na Zona da Mata, o turismo. O superintendente do Sebrae em Pernambuco, Murilo Guerra, explicou que as potencialidades abrem terreno fértil para o empreendedorismo. “Temos consciência do papel da nossa responsabilidade para o desenvolvimento do nosso estado”, destacou, acompanhado de Josiana Ferreira, diretora-técnica do Sebrae/PE, e Deborah Guerra, diretora administrativo-financeira do Sebrae estadual.

Em seu discurso, o ministro Márcio França contou que a unidade pernambucana do Sebrae é a primeira conhecida por ele desde que assumiu o novo ministério. Ele também afirmou que, com a aprovação da Reforma Tributária, milhões de pessoas terão que sair da informalidade e que o protagonismo do Sebrae será ainda maior.

“O ato seguinte é o de arrastar para a formalidade milhões de brasileiros. Para fazer essa mudança, precisaremos de um grande esforço de vocês para a orientação da população”, disse o ministro, que falou ainda sobre o excesso de legislação tributária e fiscal para os donos de MPE. “Temos que ajudar as pessoas a crescerem e a gerarem renda e empregos. Mas se 60% têm lucro de até dois salários-mínimos, não são essas pessoas que devem ser tributadas”, avaliou.

O deputado Federal Pedro Campos acompanhou a agenda e destacou que o empreendedorismo é estratégico para o estado. “Esta é uma causa que precisamos abraçar para desenvolver o país”, destacou.

Eli Summit

A agenda do Sebrae pelo Brasil contou ainda com a participação na 2ª edição do Ecossistemas Locais de Inovação (ELI Summit). O evento internacional de inovação segue até sexta-feira (27), em Recife (PE). Nessa quarta-feira (25), Décio Lima esteve na cerimônia de abertura do evento internacional realizado em parceria com o Porto Digital e a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec).

Crédito: Thalyta Tavares.

“Orquestração de Ecossistemas de Inovação é um tema extraordinário. O estado de Pernambuco está dando um presente para o Brasil com a realização deste evento. Podemos potencializá-lo ainda mais levando toda essa troca de experiências para outros territórios”, comentou Décio Lima.

O presidente do Sebrae também se reuniu com alunos de escolas técnicas que participam do projeto piloto Ninho, que atua na criação de produtos e serviços de tecnologia para saúde e segurança no trabalho. Pernambuco foi o estado escolhido para o desenvolvimento do projeto piloto, que poderá ser nacionalizado. O Sebrae Pelo Brasil vivenciou um dia de aula dos alunos e conheceu o sonho dos jovens que participam da ação.

  • Eli Summit
  • Porto Digital
  • Sebrae pelo Brasil