5GbetAtualização
Compartilhe

Sebrae Amapá marca presença na COP 28

Presidente do Conselho Estadual do Sebrae no estado, Josiel Alcolumbre, participa de discussões para que o Amapá seja subsede na COP 30, que ocorrerá em 2025, em Belém
PorRedação
5GbetAtualização
Compartilhe

A importância dos pequenos negócios amapaenses na governança climática foi levada para a COP 28, que ocorre em Dubai, pelo Sebrae do Amapá. De acordo com o presidente do Conselho Estadual do Sebrae, Josiel Alcolumbre, a COP é o principal evento estratégico para participação do estado do Amapá posicionar ao mundo valores e vantagens competitivas, pois o Brasil sediará, em 2025, a COP 30, a primeira na Amazônia.

Alcolumbre destacou que o Sebrae se apresenta como instituição estratégica na discussão, pois representa mais de 20 milhões de pequenos negócios no país, que devem cumprir um papel fundamental na redução de emissões de gases de efeito estufa e na implementação de práticas mais sustentáveis. O presidente do Conselho também afirmou que a participação no evento vai servir para que o Amapá pleiteie ser a subsede da COP 30, o que abrirá caminho para fomentar o empreendedorismo na região.

“Somos o estado mais preservado do Brasil, detentor de uma rica e abundante biodiversidade, temos o maior parque florestal do mundo e o maior rio de água doce do mundo. Por esses e outros atributos é que estamos trabalhando para que o Amapá seja subsede da COP da Amazônia em 2025, que será realizada em Belém. Desta forma, atrairemos para o estado uma forte movimentação econômica que beneficiará diretamente os pequenos negócios ligados à cadeia de turismo além de chamar a atenção dos atores internacionais para o nosso território e suas potencialidades” destaca o presidente Josiel Alcolumbre.

Alcolumbre integra a comitiva do governador do Amapá, Clécio Luís, e do presidente do Sebrae Nacional, Décio Lima, na COP28 – Conferência das Partes (COP).

Presença do Sebrae

O Sebrae compartilha com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) um espaço na Blue Zone da COP28. Entre os dias 1º e 12 de dezembro, serão apresentados diversos painéis técnicos com a participação de especialistas em clima e negócios, além da apresentação de startups que atuam no setor da bioeconomia em pelo menos nove encontros.

Organizado pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos (ApexBrasil), o Pavilhão Brasil terá uma programação exclusiva para apresentar casos brasileiros bem-sucedidos, celebrar parcerias, além de promover debates.

Atuação

O Sebrae possui cinco polos de referência que abordam o tema energia, sustentabilidade e bioeconomia para os pequenos negócios: Polo de Energias Renováveis, Polo de Óleo e Gás Onshore, Polo de Óleo e Gás Offshore, Centro Sebrae Sustentabilidade, e Polo de Bioceconomia.

Inova Amazônia

O programa é uma estratégia focada em fomentar, apoiar e desenvolver pequenos negócios, startups, empreendimentos e ideias inovadoras alinhadas à bioeconomia, que tenham como premissa a atuação direta ou indireta para conservação e uso sustentável dos recursos da biodiversidade do bioma.

  • energia sustentável
  • Mudanças climáticas