5Gbet - Liga Jovem – 5Gbet – 5Gbethttps://www.emedist.comAcesse conteúdos jornalísticos, nos mais variados formatos, focados na informação como aliada das micro e pequenas empresasMon, 16 Oct 2023 22:27:02 +0000pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=6.4.35Gbet - Liga Jovem – 5Gbet – 5Gbethttps://www.emedist.com/cultura-empreendedora/sebrae-pelo-brasil-chega-ao-sul-do-pais/Mon, 16 Oct 2023 22:26:32 +0000https://www.emedist.com/?p=17624O Sebrae Pelo Brasil reuniu superação e casos de sucesso nesta segunda-feira (16). O Rio Grande do Sul é o décimo segundo estado brasileiro a receber o projeto, que evidencia as potencialidades dos estados. O presidente do Sebrae, Décio Lima, destacou o momento que o país vive com os desastres naturais que assolam o Brasil.

Décio Lima, presidente do Sebrae. Foto Eduardo Rocha.

Quero dizer que sou solidário ao Rio Grande do Sul, que como Santa Catarina, vem sofrendo com os desastres naturais provocados pelas mudanças climáticas. Precisamos ficar atentos a esta população que vem sendo castigada, incluindo a seca na Amazônia.

Décio Lima, presidente do Sebrae Nacional.

A agenda de trabalho começou com uma visita ao Espaço de Negócios Regional Metropolitana, que possui 753 metros quadrados. O Espaço ampliou o atendimento mensal em mais de 65%, de 600 para mil atendimentos. Além disso, consegue alcançar 37 municípios das Regiões Metropolitana, Litoral Norte e Carbonífera. O diretor-superintendente do Sebrae RS, André Godoy, contextualizou o ecossistema empreendedor do estado, com mais de 1,5 milhão de empreendedores formalizados. Depois apresentou as outras regionais do Sebrae RS, inclusive a do vale do Taquari.

Segundo ele, os pequenos negócios atendidos apresentam uma precisão de crescimento de 125% de 2018 para 2023. Outro exemplo foi a UNIO, plataforma de autosserviço digital, que atendeu mais de 7 mil clientes neste ano. Além do crescimento da Mercopar que chega 969% no mesmo recorte. O presidente Décio Lima destacou a articulação realizada pelo Sebrae Nacional para dar suporte aos afetados pelo ciclone. “Eu saio daqui com uma responsabilidade ainda maior para dar resultados ainda mais significativos para o Rio Grande do Sul. É preciso ampliar os programas, as ações nas periferias. Tudo que estiver ao nosso alcance. O Sebrae já é a sexta marca mais forte do país, pois ele representa uma construção coletiva com as mãos dos seus colaboradores. A sustentabilidade e a inovação só terão sentido com a inclusão. Este deve ser o nosso maior desafio”, afirmou.

Inovação e superação

Garotas de Vermelho, coletivo de estudantes que venceu a competição Liga Jovem. Foto Eduardo Rocha.

A agenda de trabalho do Sebrae Pelo Brasil apresentou a marca SebraeX, trabalho na área de inovação no Rio Grande do Sul. O tema entrou em debate durante a visita ao Instituto Caldeira, onde também foi apresentado as vencedoras do programa Liga Jovem integrantes do coletivo Garotas de Vermelho, estudantes de um colégio da Lomba do Pinheiro, em Porto Alegre. O trabalho consiste em atividades de conscientização sobre a dignidade menstrual na escola, voltado para o Programa de Promoção da Saúde e Dignidade Menstrual, que beneficiará 8 milhões de pessoas.

A parceria entre Empreendedoras Restinga e o Sebrae RS ganhou destaque com casos de sucesso, viabilizando negócios na comunidade. As ações incluem apoio ao desenvolvimento empreendedor e dos negócios periféricos. Segundo pesquisa do Sebrae RS, 98% dos entrevistados, das regiões de Porto Alegre e Pelotas, afirmam atuar profissionalmente nas comunidades onde vivem. IBGE aponta que 520 mil pessoas moram em favelas no Rio Grande do Sul, uma população equivalente à da Cidade de Caxias Sul, a segunda maior cidade do Estado.

]]>
5Gbet Mapa do site