5Gbet - Programa Aventura Natural – 5Gbet – 5Gbethttps://www.emedist.comAcesse conteúdos jornalísticos, nos mais variados formatos, focados na informação como aliada das micro e pequenas empresasFri, 03 Feb 2023 14:29:07 +0000pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=6.4.35Gbet - Programa Aventura Natural – 5Gbet – 5Gbethttps://www.emedist.com/cultura-empreendedora/rota-das-emocoes-atua-para-aprimorar-a-seguranca-no-ecoturismo-e-turismo-de-aventura/Fri, 03 Feb 2023 12:51:56 +0000https://www.emedist.com/?p=11423A chegada do verão e das altas temperaturas pelo país estimulam o turismo e os apaixonados por aventura. Destinos turísticos da Rota das Emoções, formada por 14 municípios do Ceará, Piauí e Maranhão se preparam para receber visitantes do Brasil e do mundo. Para isso, o roteiro nordestino tem atuado para oferecer uma experiência única com diversão e segurança. Com o apoio do Sebrae, os empreendedores que atuam no segmento de ecoturismo e turismo de aventura são estimulados a participar do Programa Aventura Natural.

O objetivo da iniciativa é fortalecer a segurança das pessoas nas atividades turísticas ao ar livre com capacitações gratuitas para os pequenos negócios implementarem as normas brasileiras da ABNT e internacionais da ISO que englobam o sistema de gestão da segurança (SGS). Em uma segunda etapa, as micro e pequenas empresas também recebem consultorias para obter a certificação brasileira, com a acreditação do Inmetro e com reconhecimento internacional.

“A ideia é oferecer um conjunto de soluções e a capacitação é o ponto de sensibilização desses empreendedores para a importância do atendimento às normas do sistema de gestão da segurança que são obrigatórias de acordo com o Decreto que colocou em vigor, desde 2010, a Lei Geral do Turismo”, destacou a analista de Competitividade do Sebrae Nacional Ana Clévia Guerreiro.

O Programa Aventura Natural é realizado por meio do Sebraetec, que subsidia 70% dos custos dos pequenos negócios nas consultorias de adequação e certificação das três principais normas de turismo de aventura da ABNT – sistemas de gestão da segurança (SGS), líderes e informações a participantes. “Quanto mais empresas adotarem o sistema de gestão da segurança no Brasil, melhor elas se posicionam no mercado de forma diferenciada, tanto em nível nacional como internacional, criando uma imagem de um turismo responsável em nosso país”, acrescentou a analista.

Nos dias 17 e 18 de janeiro deste ano, o Sebrae realizou a oficina “Aventura Natural: Operação segura de Turismo de Aventura em Quadriciclos”, na comunidade da península de Caburé. O analista do Sebrae São Paulo, Leonardo Persi, foi o responsável por conduzir o grupo na capacitação. Além de guia de cicloturismo, ele é especialista nas normas de segurança da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) no turismo. Segundo ele, o Brasil é referência quando se trata de normalização no turismo de aventura – ele está como Convenor do grupo internacional na ISO –, com a principal norma SGS, que foi baseada na experiência brasileira, já aplicada em 27 países do mundo.

“Apresentei as normas por meio de atividades práticas em uma sala de aula ‘pé na areia’. Foi uma oportunidade de desmitificar o assunto e ao mesmo tempo estimulá-los a pensar no futuro em termos de formalização e profissionalização dos serviços que eles oferecem, para se consolidarem como destino referência em operação de turismo de aventura com quadriciclos no Brasil”, frisou Persi.

Ao todo, a oficina atendeu em torno de 30 pessoas, entre eles, proprietários e condutores de quadriciclos. A ação teve a parceria da prefeitura de Barreirinhas (MA), cidade que é um dos portões de entrada do Parque Nacional Lençóis Maranhenses, que está concorrendo ao título de Patrimônio Natural da Humanidade, com aval da Unesco.

“Caburé é um povoado dentro dos principais circuitos comercializados para os turistas de Barreirinhas e onde há uma necessidade de ordenamento da atividade turística. Falta conscientização do quanto a segurança é importante para a competitividade dos pequenos negócios e do destino. A segurança é primordial porque o turismo lida com vidas. Então, todas as atividades precisam ter como premissa essa segurança, principalmente no turismo de aventura”, explicou a analista do Sebrae Maranhão Flávia Marinho.

De acordo com o secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Antônio Réges Júnior, a realização da oficina foi um marco para a região. “Foi um divisor de águas porque, daqui para frente, vamos avançar em outro cenário. Até maio, antes do início da alta temporada de férias, queremos receber o turista com mais segurança e estrutura. Iniciamos uma sequência de ações com a participação da comunidade para realizar essa transformação”, comentou.

Um dos participantes da oficina foi Tiago Júlio de Sá, que há dois anos oferece passeios de quadriciclos em Caburé. Ele e a esposa são proprietários de dois quadriciclos. Segundo ele, a oficina também foi importante para conscientizar os empreendedores sobre a importância da formalização e organização do setor. “Aprendemos muito sobre os itens de segurança, equipamentos mínimos, mas também sobre empreendedorismo, como nos organizar seja em cooperativa ou associação”, contou.

]]>
5Gbet Mapa do site